Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/BPN: PCP acusa supervisão de Constâncio de ignorar processo contra Francisco Bandeira

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 jun (Lusa) - O PCP concluiu hoje que o ex-presidente do BPN Francisco Bandeira exerceu este lugar porque omitiu ter contra si uma contraordenação da CMVM ou porque o Banco de Portugal registou mal e não levantou qualquer objeção à candidatura.

Esta posição foi transmitida aos jornalistas pelo deputado comunista Honório Novo, numa altura em que a audição do ex-administrador do BPN Norberto Rosa já dura há mais de cinco horas na comissão parlamentar de inquérito sobre a nacionalização e reprivatização do Banco Português de Negócios (BPN).

Na sexta-feira passada, Victor Constâncio, atual vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), defendeu na comissão de inquérito que não era obrigatório um candidato a exercer um lugar na administração bancária comunicar ao Banco de Portugal qualquer incidência que pudesse prejudicar o respetivo registo.