Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inquérito/BPN: CDS conclui que nacionalização penalizou contribuintes e culpa Governo Sócrates

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jul (Lusa) - O CDS considerou hoje que as audições da comissão de inquérito sobre o BPN já permitem concluir que o período de nacionalização do banco foi extremamente prejudicial para os contribuintes por culpa política do anterior Governo socialista.

A posição foi assumida pelo deputado democrata-cristão João Almeida, que criticou duramente a gestão do Banco Português de Negócios (BPN) pela Caixa Geral de Depósitos, entre o início de 2008 e o final de 2011, na sequência de uma decisão política do executivo liderado por José Sócrates.

Para o deputado do CDS, os quase quatro anos de nacionalização não resolveram os problemas da gestão de Oliveira e Costa à frente do BPN, contribuíram para uma perda de valor acentuada do banco e provocaram uma reprivatização "feita por imposição da 'troika' (Banco Central Europeu, Fundo Monetário Internacional e Comissão Europeia), em condições muito negativas".