Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Independente: Relação condena juíza a pena suspensa pelo crime de branqueamento de capitais

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 abr (Lusa) - O Tribunal da Relação de Lisboa condenou hoje a juíza Isabel Magalhães, ex-mulher do vice-reitor da Universidade Independente Rui Verde, a cinco anos de prisão com pensa suspensa, pelo crime de branqueamento de capitais.

O acórdão relativo ao julgamento da juíza Isabel Magalhães foi hoje lido, nas varas criminais de Lisboa.

Isabel Pinto Magalhães, que já se divorciou do ex-vice-reitor da Universidade Independente (UNI), foi acusada pelo Ministério Público de branqueamento de capitais e falsificação de documentos, num caso relacionado com a dissipação do património que o casal adquiriu com dinheiro subtraído à UNI, extinta na sequência do escândalo de gestão e funcionamento.