Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Hotel em Faro onde foi morto rececionista sem câmaras de vigilância com gravação

Lusa

  • 333

Faro, 15 abr (Lusa) -- O hotel em Faro aonde foi encontrado morto o rececionista não tem câmaras de vigilância com sistema de gravação de imagens, o que pode dificultar a identificação dos suspeitos, disse hoje à agência Lusa o sócio gerente da unidade.

Apesar de a unidade estar com lotação completa, devido à realização do Rali de Portugal, não houve testemunhas do crime, que terá ocorrido entre as 06:00 e as 06:45, estimou António Ferrinho, que disse suspeitar de que os criminosos conheciam as rotinas do hotel.

Segundo aquele responsável, a unidade dispõe de duas câmaras no interior, uma junto à porta e outra próxima da sala de refeições, que serviam apenas para visualizar as entradas e saídas num monitor, mas que costumam estar desligadas.