Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo português considera declarações de embaixador de Israel inadequadas e injustas

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 nov (Lusa) - O Governo português disse hoje ao embaixador de Israel, chamado esta manhã ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, que as declarações proferidas numa conferência pública são inadequadas e "injustas para os portugueses", disse fonte oficial à Lusa.

Fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros português disse ter sido comunicado ao embaixador de Israel, Ehud Gol, que "as declarações, feitas há dias numa conferência pública, não são adequadas a um representante diplomático, sendo profundamente injustas para os portugueses".

Ehud Gol participou no dia 30 de outubro no debate sobre o "Ensino do Holocausto: Experiência Local", no âmbito da conferência "Portugal e o Holocausto -- Aprender com o Passado, Ensinar para o Futuro", que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.