Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo brasileiro admite não atingir meta de excedente orçamental primário para o ano

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 06 nov (Lusa) - O ministro da Fazenda do Brasil, Guido Mantega, admitiu hoje que o Governo não deverá cumprir a meta do excedente orçamental primário estipulada em 3,1 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano.

"Estamos com arrecadação mais fraca e estamos fazendo grandes desonerações [de tributos] que vão chegar a 45 mil milhões de reais (17,2 mil milhões de euros), portanto a nossa arrecadação está comprometida", afirmou Mantega.

Ainda segundo o ministro, o Governo deverá optar por "descontar" da conta do excedente orçamental primário um valor de até 40,6 mil milhões de reais (15,5 mil milhões de euros) referentes a investimentos públicos.