Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Godinho Lopes não excluiu venda de jogadores que comprou e alimentou

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 mar (Lusa) -- O presidente demissionário do Sporting, Godinho Lopes, não excluiu na sexta-feira a hipótese de vender o passe de um jogador até 23 de março, dia das eleições, para fazer face aos dois meses de pagamentos em atraso.

"Os atos de gestão são praticados por quem cá está. Comprei 25 jogadores, alimentei todos os outros e vou manter a mesma atitude. Se tiver de vender quem comprei, se tiver de vender quem alimentei, qual é o problema?", disse Godinho Lopes, após a assinatura de um protocolo entre o Sporting e a Câmara de Loures para a utilização do Pavilhão Paz e Amizade pelos escalões de formação de futsal do clube.

Quando questionado se iria vender o passe do ponta de lança holandês, Ricky van Wolfswinkel, o presidente demissionário dos leões lembrou "não ter pedido dinheiro a ninguém" quando chegou a Alvalade, nem "se ter queixado e ter pago os salários que havia por pagar".