Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Face Oculta: Funcionário da Estradas de Portugal acusado de burla e corrupção conhece hoje acórdão

Lusa

  • 333

Ovar, 24 jan (Lusa) - A leitura do acórdão do julgamento de um funcionário da Estradas de Portugal (EP) acusado de burla e corrupção, num processo que resultou de uma certidão extraída do caso "Face Oculta", está marcada para hoje no tribunal de Ovar.

Joel Costa, um condutor de máquinas pesadas que ficou conhecido como o 37.º arguido do "Face Oculta", é suspeito de ter recebido subornos para permitir a viciação de pesagem dos resíduos que foram recolhidos em 2009 pela O2, de Manuel Godinho, nas instalações da EP, em Viseu.

Nas alegações finais, o Ministério Público (MP) e o advogado de defesa pediram a absolvição do arguido, considerando não terem ficado provados os crimes de que está acusado.