Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Évora: Câmara em "processo litigioso" contra o Estado para sair de sistema multimunicipal

Lusa

  • 333

Évora, 04 jul (Lusa) -- A Câmara de Évora justificou hoje o "processo litigioso" iniciado para sair do sistema multimunicipal de abastecimento de água com a falta de respostas do Governo e a "absoluta incapacidade" financeira para continuar a suportar aquela "fatura".

O presidente do município de Évora, José Ernesto Oliveira (PS), explicou à Agência Lusa que, segundo informação da Direção-Geral das Autarquias Locais, a câmara está em "situação de ameaça de desequilíbrio estrutural" financeiro.

"É um nível bastante elevado de dificuldade financeira", disse, precisando que a 30 de setembro de 2011 a dívida total era de 34 milhões de euros, dos quais mais de 17 milhões, ou seja, mais de 50 por cento, são à Águas do Centro Alentejo (AdCA), que gere o sistema multimunicipal de água e saneamento.