Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Escritor imola-se pelo fogo em protesto contra presença chinesa no Tibete

Lusa

  • 333

Pequim, 06 out (Lusa) -- Um escritor que contestava a presença e repressão chinesa no Tibete imolou-se pelo fogo, revelou um grupo de Direitos Humanos ao salientar tratar-se da 53ª pessoa a morrer num protesto idêntico.

O grupo Campanha Internacional pelo Tibet, revelou em comunicado que o escritor, apenas identificado como Gudrub, de 42 anos, gritou pela liberdade para a região tibetana e o regresso do exílio do Dalai Lama ao mesmo tempo que ficava envolto em chamas na região tibetana de Nagchu.

O homem foi levado pelas autoridades para um hospital local onde foi declarada a sua morte, acrescentou o grupo com sede em Inglaterra e citando diversas fontes tibetanas no exílio.