Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Encargos excessivos das PPP atribuídos a voluntarismo e desorganização - Relator

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jun (Lusa) -- Voluntarismo e desorganização são as principais causas dos "encargos excessivos" das parcerias público-privadas (PPP) rodoviárias mencionadas pelo relator da comissão parlamentar de inquérito no relatório que vai apresentar na terça-feira, a que a Lusa teve acesso.

"A Comissão verifica que os encargos com as PPP rodoviárias são excessivos, fruto da sua massificação, da sua desordenada implementação, da ausência de estudos que suportem o seu benefício económico-financeiro e da decisão puramente política", escreve o deputado social-democrata Sérgio Azevedo, no documento.

O relator acrescenta ainda que esta decisão política "se sobrepôs, em muitos casos, à eficiência e à eficácia económica e da satisfação da necessidade pública dos projetos".