Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eduardo Catroga foi o "último" a reconhecer que o "Governo está a assaltar-nos" -- Louçã

Lusa

  • 333

Ribeira Grande, 06 out (Lusa) - O dirigente bloquista Francisco Louçã afirmou hoje, nos Açores, que Eduardo Catroga foi o "último" a reconhecer que o "Governo está a assaltar" o país, com o aumento dos impostos e diminuição de salário.

"Catroga é o último a reconhecer aquilo que todos os portugueses já sabem: o governo está a assaltar-nos", afirmou Francisco Louçã em Rabo de Peixe, ilha de São Miguel, à margem de uma ação de campanha para as eleições regionais açorianas de 14 de outubro.

Em entrevista à TSF e ao suplemento Dinheiro Vivo, Eduardo Catroga considerou que o Governo cometeu um "erro político enorme" ao não informar os portugueses sobre "a verdadeira dívida pública e o verdadeiro défice público" do país.