Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dívida: Líder do PS congratula-se com resultado da operação de Portugal nos mercados

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 set (Lusa) - O secretário-geral do PS congratulou-se hoje com o resultado da operação de colocação de dívida de Portugal no mercado, dizendo ser resultado da crescente da intervenção do Banco Central Europeu (BCE), que o primeiro-ministro "recusou-se a apoiar".

António José Seguro falava aos jornalistas depois de se ter reunido com a Caritas, num comentário ao facto de o Estado ter colocado hoje mais dois mil milhões de euros de dívida no mercado, mais 250 milhões de euros que o máximo indicativo estipulado e pagando juros consideravelmente mais baixos que nas últimas operações com prazos semelhantes.

De acordo com o IGCP - agora chamado Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública desde que foi convertido em empresa pública -, o Estado colocou 1.291 milhões de euros na linha com maturidade a 18 meses, a segunda vez que coloca dívida em Bilhetes do Tesouro com este prazo.