Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crise: Bispo de Beja apela à poupança nas festas religiosas e populares e à recusa de ilegalidades nos impostos

Lusa

  • 333

Beja, 16 jul (Lusa) - O bispo de Beja apelou aos responsáveis das comissões de festas religiosas e populares para pouparem nos festejos, devido à crise, e não colaborarem com ilegalidades no pagamento de impostos sobre os respetivos movimentos financeiros.

"Devido à crise que o país atravessa e [porque] muitos dos nossos recursos deveriam ser utilizados em ações de solidariedade e partilha fraterna, recomendo aos diocesanos para ajudarem a moderar alguns projetos festivos muito dispendiosos", refere António Vitalino Dantas, numa nota publicada no sítio de internet da Diocese de Beja.

Em relação ao pagamento de impostos sobre os movimentos financeiros das festas, o bispo de Beja adverte que "alguns artistas e fornecedores nem sempre passam faturas e recibos legais" e, por isso, uma comissão paroquial envolvida na organização de uma festa "deve estar atenta para não colaborar com ilegalidades".