Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cooperativa Porto de Abrigo contraria Tribunal de Contas e nega empréstimos de 2ME da Lotaçor

Lusa

  • 333

Horta, 10 mar (Lusa) -- A Porto de Abrigo nega ter solicitado empréstimos de dois milhões de euros à Lotaçor, contrariando o relatório do Tribunal de Contas que conclui que a cooperativa de pescadores ainda deve 750 mil euros à empresa açoriana das lotas.

Num comunicado, a direção da Porto de Abrigo, presidida por Liberato Fernandes, garante que "é falso" que aquela cooperativa tenha pedido empréstimos à Lotaçor naquele montante, mas também não especifica quanto, efetivamente, recebeu.

"É absolutamente falso que a Porto de Abrigo tenha solicitado empréstimos no montante de 2 ME à Lotaçor a qualquer titulo, e ainda que de forma faseada, ao longo de vários anos", assegura a direção da cooperativa, recordando que é o próprio Tribunal de Contas (TC) quem reconhece que o documento publicado no seu relatório tem uma "fiabilidade reduzida".