Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre quer identificar responsáveis pela crise financeira que levou ao resgate

Lusa

  • 333

Nicósia, 05 jul (Lusa) -- As autoridades cipriotas anunciaram hoje a abertura de um inquérito judicial para apurar as responsabilidades da crise financeira, que obrigou a ilha a recorrer a um plano de resgate com condições draconianas.

O inquérito penal concentra-se nos delitos eventualmente cometidos entre 2006 e 2013, por pessoas suscetíveis de serem responsabilizadas pela crise, explicou o procurador-geral, Petros Klerides.

A imprensa local pormenorizou que o inquérito vai incidir sobre a transferência de fundos para a Grécia a partir do já desaparecido banco Laiki, as anulações amigáveis de dívidas, as vendas fraudulentas de títulos, as compras massivas de dívida pública grega pelo Laiki e pelo Banco de Chipre e ainda a internacionalização descontrolada destes dois bancos.