Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Bancos russos criticam as medidas impostas pela ajuda financeira da UE

Lusa

  • 333

Moscovo, 17 mar (Lusa) -- A Associação dos Bancos Regionais da Rússia defendeu hoje que o resgate financeiro ao Chipre vai prejudicar os interesses financeiros russos no país, que atingem os 20 mil milhões de dólares.

O presidente da Associação dos Bancos Regionais da Rússia, Anatoli Aksákov, disse hoje em Moscovo que as instituições financeiras russas vão passar a evitar o Chipre, acrescentando que foi o dinheiro russo que ajudou, "em grande medida", a conseguir o bem-estar do país mediterrânico.

"A partir de agora vai acabar a confiança no Chipre como local para depositar dinheiro", disse Aksákov, acrescentando que não vão ser os fundos dos europeus mas sim o dinheiro dos russos e dos cipriotas que vai servir para pagar o resgate financeiro.