Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China unifica controlo de meios de vigilância dos mares, em plena tensão com Japão devido a disputa

Lusa

  • 333

Pequim, 10 mar (Lusa) -- Pequim vai colocar, sob um único comando, as suas diversas administrações encarregadas de fazer respeitar a lei nas zonas marítimas, num contexto de agravamento das tensões devido à disputa territorial com o Japão, foi hoje anunciado.

A medida visa "salvaguardar os direitos e interesses marítimos do país", declarou o conselheiro de Estado Ma Kai, segundo o texto do discurso que deverá proferir na sessão anual da Assembleia Nacional Popular, citado pela agência oficial Xinhua.

Para exercer a sua autoridade nos espaços marítimos que considera serem seus, a China envia atualmente navios patrulha de diversos ministérios -- como os da guarda costeira, sob tutela do ministério da Segurança Pública ou os barcos de vigilância de pesqueiros do ministério da Agricultura --, pelo que "a eficácia deixa a deseja", reconhece Ma Kai.