Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CGTP estima que dívidas em salários e indemnizações aos trabalhadores ultrapassam 300 ME

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 dez (Lusa) -- A CGTP estima que as dívidas das empresas e do Estado aos trabalhadores, em indemnizações e salários em atraso, ultrapassam atualmente os 316 milhões de euros e afetam mais de 43 mil pessoas.

Estes dados foram hoje apresentados pelo secretário-geral da CGTP em conferência de imprensa, na sede da central sindical, em Lisboa, e baseiam-se nos contenciosos que associados dos sindicatos da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN) têm em tribunal a aguardar decisão, em alguns casos desde os anos de 1980.

Um valor que, segundo Arménio Carlos, "peca por defeito", mas que demonstra o aumento destas dívidas aos trabalhadores, que há cerca de dois anos atrás era de 255 milhões de euros.