Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CDS-PP: "Incerteza externa" pede "responsabilidade" a partidos do "arco da governabilidade" -- carta de Portas

Lusa

  • 333

Lisboa, 25 jul (Lusa) - O presidente democrata-cristão, Paulo Portas, defende na carta aos militantes que os partidos do "arco da governabilidade" devem ter "prudência e responsabilidade" perante o agravamento da "incerteza externa", defendendo "diálogo privilegiado" com o PS, ao qual exige ponderação.

Na carta enviada hoje, Paulo Portas diz também aos militantes do CDS-PP que quer o partido a "refletir" sobre o "ciclo-pós assistência externa", devendo o próximo congresso "centrar-se nesse tema e mostrar um CDS marcadamente reformador".

O líder democrata-cristão, que é ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, afirma que "o nível de impostos já atingiu o seu limite" - como foi divulgado pelo Expresso no mês passado -, justifica que "praticamente todas as medidas fiscais tomadas" resultam do "cumprimento de obrigações do acordo externo", defendendo uma "política fiscal seletiva, competitiva e favorável à família, à empresa e ao trabalho" para o período pós ´troika'.