Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cavaco diz que "não é bom para Portugal" afastamento entre os partidos

Lusa

  • 333

Sines, 05 abr (Lusa) - O Presidente da República, Cavaco Silva, disse hoje ter constatado nos últimos tempos um maior afastamento entre "um partido que está na oposição" e os partidos que suportam o Governo, considerando que tal "não é bom para Portugal".

"Eu tenho sido talvez a pessoa no campo político que em Portugal mais tem defendido a aproximação, o entendimento, entre as forças partidárias, e em particular, as que estão comprometidas com o acordo que foi celebrado em 2011 com as instituições internacionais", afirmou Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas, à margem da inauguração da nova refinaria da Galp em Sines (Setúbal), numa referência a PSD, PS e CDS-PP.

"Não é bom para Portugal, não é bom para Portugal. Tenho vindo a falar com todos os dirigentes destes partidos, eles sabem muito bem a minha opinião e sabem muito bem que considero fundamental para que Portugal possa ultrapassar as atuais dificuldades - onde sobressai um número assustador de desempregados - um entendimento entre as forças partidárias que estão comprometidas com o acordo de assistência financeira", afirmou.