Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bruxelas propõe pena de prisão para combater contrafação do euro

Lusa

  • 333

Bruxelas, 05 fev (Lusa) -- A Comissão Europeia propôs hoje medidas para combater a contrafação de notas e moedas de euro, que incluem pena de prisão, sublinhando que esta prática já provocou prejuízos de, pelo menos, 500 milhões de euros.

"A proposta destina-se a reforçar a proteção do euro e de outras divisas contra a contrafação, através de medidas penais, como o reforço das investigações transfronteiras e a introdução de sanções mínimas, incluindo a pena de prisão, para as infrações mais graves", afirma o executivo comunitário em comunicado.

A "Comissão Barroso" propõe a introdução de uma pena mínima de, pelo menos, seis meses de prisão para casos graves de produção e distribuição de moeda falsa, e de uma pena máxima de, pelo menos, oito anos para o crime de distribuição.