Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BPI vai recomprar mais obrigações do banco ao Estado até final do ano - Ulrich

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jul (Lusa) - O presidente do BPI, Fernando Ulrich, afirmou hoje que o banco vai voltar a recomprar ao Estado parte dos instrumentos híbridos de capital (CoCos) até dezembro, sem se comprometer com um montante devido à recente alteração das regras do setor.

"Ao longo do último ano, já que a subscrição [dos CoCos] pelo Estado foi há um ano, vivíamos numa situação em que as regras estavam estáveis e eram claras, permitindo-nos a cada trimestre ter uma noção exata de qual era a posição de capital do banco. Hoje, estamos num momento diferente porque as regras foram todas alteradas", constatou Ulrich, numa conferência de imprensa em Lisboa.

"Temos que ser mais cautelosos e discutir com o Banco de Portugal. À data de hoje, de acordo com a nossa interpretação do que são as regras novas, as lançadas em junho e as divulgadas há dois dias, temos um excesso de 345 milhões de euros (face ao capital que está alocado ao rácio 'core tier 1' de 7% exigido pelas novas regras de Basileia III)", sublinhou o gestor.