Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Berlim critica atuação de Londres no caso de espionagem dos Estados Unidos

Lusa

  • 333

Londres, 21 ago (Lusa) - Berlim considera que Londres ultrapassou a "linha vermelha" ao obrigar o diário The Guardian a destruir os discos rígidos com informação sobre o escândalo de espionagem dos EUA e ao deter o companheiro do jornalista que divulgou o caso.

O comissário do Governo alemão para os Direitos Humanos, Markus Löning, criticou abertamente, numa entrevista difundida hoje pelo diário Berliner Zeitung, o comportamento do Reino Unido e classificou-o de "inaceitável".

Na sua opinião, "a linha vermelha foi ultrapassada" no caso The Guardian, depois de o editor do jornal, Alan Rusbridge, ter assegurado, na terça-feira, que as autoridades de Londres o obrigaram há um mês a destruir as cópias do material entregue por Edward Snowden, o antigo analista da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) que difundiu o programa massivo de espionagem dos Estados Unidos à escala mundial.