Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Autarca de Coimbra processa 'Águas de Portugal' por "incumprimento de contratos"

Lusa

  • 333

Coimbra, 06 mar (Lusa) -- A empresa Águas de Coimbra (AdC) vai mover uma "ação judicial contra a AdP [Águas de Portugal], por grosseiro incumprimento dos contratos de concessão", anunciou hoje o presidente da Câmara de Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo.

A opção surge na sequência da decisão da ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (MAMAOT) de aumentar o "tarifário aplicado pelo sistema multimunicipal Águas do Mondego (AdM) em 2013", de 3% na água e de 7,5% no saneamento básico.

"Tamanho aumento" de tarifário "não é necessário" para "garantir o equilíbrio financeiro da AdM" e, sustenta o autarca social-democrata, "reflete uma profunda insensibilidade social" da ministra Assunção Cristas e dos "máximos responsáveis da AdP, especialmente grave num período tão delicado para as famílias portuguesas".