Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Arco Atlântico aponta turismo e biomedicina como "investimentos futuros comuns"

Lusa

  • 333

Porto, 15 mai (Lusa) - Aproveitar as "potencialidades mútuas" do turismo e da biomedicina é um dos objetivos da Comissão do Arco Atlântico constituída pelo Norte de Portugal e pela Cantábria (Espanha), admitiram hoje os lideres de ambas as regiões.

No intervalo de uma reunião que decorreu na CCDR-N (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte), no Porto, liderada pelos presidentes da Região de Cantábria, Ignacio Diego, e da CCDRN-N, Carlos Neves, foi revelado que têm vindo a ser realizadas reuniões entre ambas as regiões com vista à "partilha de conhecimentos" e de "estratégias" que podem vir a constituir-se "em novas sinergias".

Carlos Neves adiantou que estão a ser identificados os setores prioritários de ação de ambas as regiões, apontando o setor público, nomeadamente no campo das universidades, e o empresarial, garantindo que o Norte português procura "essencialmente e com entusiasmo formas de gerar mais e melhor emprego".