Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

António Costa foi irresponsável ao assegurar integração dos funcionários da EPUL na câmara - PSD

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 dez (Lusa) - A bancada municipal do PSD em Lisboa considerou hoje que o presidente da câmara, o socialista António Costa, foi irresponsável ao assegurar a integração dos funcionários da empresa EPUL, que será extinta, nos quadros do município.

No final de novembro, quando anunciou a extinção da Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL), o autarca socialista assegurou "garantir integralmente os direitos dos trabalhadores" da empresa, seja "na integração nos quadros da câmara" ou na "indemnização por rescisão de contrato, se for isso que os trabalhadores preferirem".

Em comunicado, a bancada municipal do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa considera que as declarações do presidente de câmara foram "precipitadas, pouco ponderadas e irresponsáveis".