Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Amnistia Internacional insta Obama a agir relativamente à situação dos detidos de Guantánamo

Lusa

  • 333

Washington, 08 jan (Lusa) - A Amnistia Internacional (AI) instou o Presidente dos Estados Unidos a reavaliar a promessa de fechar o polémico centro de detenção de Guantánamo, em Cuba, e a assumir o compromisso de resolver a situação dos detidos.

A organização de defesa dos direitos humanos afirmou, esta segunda-feira, que 166 pessoas permanecem detidas na base norte-americana em Guantánamo, de um total de 779 que foram transferidos para aquela prisão desde 2002, no 'pico' da luta contra o terrorismo.

A AI, que defende o fim dos tribunais militares, lançou o apelo nas vésperas do 11.º aniversário da transferência dos primeiros prisioneiros para Guantánamo, o qual irá coincidir ainda com a investidura de Obama para o seu segundo mandato marcada para o próximo dia 20.