Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alegações finais do "caso Nacional" adiadas para 28 de outubro

Lusa

  • 333

Funchal, 07 out (Lusa) -- As alegações finais do "caso Nacional", que envolve crimes de fraude, fraude qualificada, fraude contra a Segurança Social e branqueamento de capitais, previstas para hoje, nas Varas de Competência Mista do Funchal, foram adiadas.

A ausência de um advogado, que defende vários arguidos, entre os quais o Clube Desportivo Nacional e o presidente, Rui Alves, por motivos de doença, foi a razão para o adiamento das alegações, que passam a estar previstas para o dia 28, às 14:00.

Na sessão de hoje, o coletivo de juízes, presidido por Micaela Sousa, limitou-se a ouvir um dos arguidos sobre as respetivas condições pessoais e profissionais.