Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajustamento que falta fazer "é mais difícil que o que já foi feito" -- Ulrich

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 out (Lusa) - O presidente do BPI disse hoje que Portugal tem vindo a fazer um caminho "notável" na correção dos desequilíbrios da economia e das contas públicas, mas que o caminho que "falta fazer é mais difícil que o já feito".

"Portugal já percorreu um caminho difícil mas o que falta fazer é mais difícil que o que já foi feito", disse Fernando Ulrich, na apresentação dos resultados do BPI entre janeiro e setembro.

O presidente do BPI justificou as suas afirmações, considerando que, por um lado, "os caminhos [do ajustamento] começam a ser menos evidentes para as pessoas do que eram", o que torna difícil a sua execução, e, por outro lado, é mais difícil à sociedade "aceitar sacrifícios" e manter a "coesão social" quando já está a "sofrer as consequências" do ajustamento que está a ser feito.