Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores/Eleições: Vice-presidente do CDS diz que aumento do IMI será faseado no tempo e não afetará mais pobres

Lusa

  • 333

Angra do Heroísmo, 11 out (Lusa) - O líder do CDS-PP nos Açores e vice-presidente nacional do partido, Artur Lima, anunciou hoje que o aumento do IMI terá uma "cláusula de salvaguarda" para as famílias mais pobres, acrescentando que será "faseado no tempo".

"Vai haver uma cláusula de salvaguarda, que vai permitir que as famílias de mais baixos recursos, que as rendas mais baixas, que os mais pobres, não sintam o aumento do IMI", frisou, dizendo que já falou com o líder do CDS-PP, Paulo Portas, "depois de 20 horas de Conselho de Ministros".

O líder regional do CDS-PP garantiu que Paulo Portas estará presente no jantar-comício de encerramento de campanha, hoje, em Angra do Heroísmo, e disse que se esperam "boas notícias relativamente ao IMI", salientando que "o CDS teve um papel determinante nessa questão".