Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

2012: O "ano mais difícil" em que a recessão se aprofundou e o desemprego bateu recordes

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 dez (Lusa) - Em outubro do ano passado, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse que "o próximo ano [2012] será porventura o mais difícil do ajustamento que vamos realizar".

Só o futuro dirá se 2012 foi mesmo "o ano mais difícil" ou se ainda virão piores. Mas é indubitável que 2012 foi um ano terrível para a economia portuguesa. Vários indicadores macroeconómicos atingiram recordes negativos - particularmente o desemprego.

Ainda não é conhecido o número para o último trimestre do ano, mas é certo que será de quebra económica. Portugal deverá ter assim pelo menos oito trimestres consecutivos em que a sua economia encolhe.