Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

  • Sete hotéis e turismos rurais, quase todos com piscina, boas sugestões para os dias quentes do verão que ainda aí está. Razões de sobra para os explorar em breves fins de semana ou em estadas mais longas. São a garantia de dias de calmaria alentejana

  • Pela Beira Interior, do Vale do Coa às portas do Tejo Internacional, percorremos a rede de aldeias históricas. Uma viagem – embalada 
pelas aves de rapina, campos de cerejas e de pêssegos, 
histórias de outrora, artes e ofícios de outras épocas – onde o tempo parece ter parado. E nós com ele

  • A cidade já não se resume aos ovos-moles e aos moliceiros. Há muitos e novos motivos para a visitar: hotéis de charme, massagens com sal, cerveja com salicórnia e chocolates artesanais são apenas alguns. Venha daí até Aveiro

  • Correr, dançar, pedalar ou escalar é bom, mas ainda melhor é fazê-lo “comme il faut”. Para que nada falte na hora do treino, aqui fica um roteiro das principais lojas de desporto de Lisboa e do Porto. Dos caiaques neozelandeses da Yupik ao “material de qualidade” da velhinha (e resistente) Casa Senna

  • São lojas de designers, cheias de tecidos e de materiais mais ou menos vulgares, de traços e de desenhos diferentes, de cortes e de costuras de autor. Roupa, sapatos, acessórios, tudo pensado em português e, por isso, orgulhosamente “made in Portugal”

  • Aqui se reúnem sete restaurantes de Lisboa, Porto e arredores onde a cozinha das várias regiões de Itália é genuína e vai muito além do spaghetti e das pizzas. Da Ligúria à Sicília, passando pela Toscânia e pela Campânia. No final da refeição, é caso para soltar um molto buono

  • Ceviche, causa e lomo saltado. Ají, lima e quinoa. Tudo pratos e ingredientes da cozinha do Peru que, nos últimos tempos, muito se tem difundido por cá. Roteiro, em Lisboa, por este sabor que vem dos Andes

  • A reabilitação urbana das duas freguesias mais orientais do Porto está longe de ficar concluída. A recuperação do antigo Matadouro Industrial ainda nem começou e já há novos projetos em Bonfim e Campanhã: galerias de arte, cafés, companhias de teatro e passeios turísticos fazem desta zona esquecida a mais emergente da cidade

  • Música, teatro, exposições, serões de contos, bailes para dançar, conversas e “workshops”. Ainda em maré de rentrée, os sete novos sítios que, em Lisboa e no Porto, vale a pena ir conhecer. A porta está (quase) sempre aberta

  • Prova-se Moscatel, tortas, esses e queijo amanteigado. Admiram-se os palácios e passeia-se nas vinhas das quintas. Do passado a preservar ao que há de novo na vila, assim se descobre Azeitão. Com os olhos sempre postos na serra da Arrábida

  • Em tempo de uvas e vindimas, um roteiro pelos 10 novos wine bars de Lisboa e do Porto. Lugares onde tudo gira à volta dos tintos, dos brancos e dos rosés, onde se come e bebe moderadamente (ou talvez não...) e onde, afinal, o mundo parece caber numa só prova

  • Entre restaurantes, hotéis, wine bars, passeios de jipe, um teleférico e o tradicional prato de milho cozido que se está a recuperar, aqui se reúnem 14 razões para regressar à cidade e às redondezas. Porque a Madeira ainda é um jardim e, mesmo depois do incêndio, a vida continua

  • Visitámos um convento transformado em hotel, conhecemos dois produtores de vinho Alvarinho, comemos em restaurantes de mesa farta e descobrimos o único museu do cinema do País. Dispensámos o fado e só não fomos a Viana do Castelo, nesta crónica de viagem com nove paragens

  • O bolo lêvedo com que se faz o preguinho da ilha, a manteiga Rainha do Pico e a agenda Luz, impressa na última tipografia de São Miguel. Tudo produtos genuínos dos Açores e mesmo à mão de semear em vários locais em Lisboa e no Porto. Um consolo ou, como se diz nas ilhas, “tá consolando”

  • A espetada cuja carne é temperada como manda a tradição, um filete de “espada preta” e um cocktail, nascido num bar de Câmara de Lobos nos idos de 80, que faz concorrência à Poncha. Tudo produtos da Madeira, em vários locais de Lisboa e do Porto

  • Muito mudou no mundo da tatuagem desde que, nos anos 90, abriram os primeiros estúdios, com imagens sugeridas por catálogo. Em Lisboa e no Porto, encontrámos uma nova geração de tatuadores, com ligação às artes e ao desenho, procurados pelo seu traço

  • Quem conhece Guimarães por dentro, identifica um antes e um depois da classificação do centro histórico, pela UNESCO, como Património Mundial da Humanidade. Volvidos 15 anos, o que é que embala o berço?

  • Pouco importa se é moda, revivalismo, saudosismo ou culpa da eletrónica. Novos e velhos, nas lojas e na nova série televisiva de Martin Scorsese, os discos de 33 e de 45 rotações permanecem a tocar nestes gira-discos