Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Recessão gengival - o que é, o que provoca e como tratar

Sociedade

Eduardo Bastos

Ter as gengivas retraídas significa que o tecido gengival começou a afastar-se da estrutura do dente, expondo assim mais dente e a própria raiz do dente

O que provoca a recessão gengival? E é uma situação que pode ser corrigida?

Se não for tratada, a recessão gengival pode expor a raiz do dente o que significa que a probabilidade de ter sensibilidade nesse dente é grande uma vez que essa zona já não é protegida anatomicamente. Nestes casos o nervo do dente fica sensibilizado e até inflamado podendo mesmo chegar à situação de perda do dente ou uma infecção mais grave!

Neste artigo, discutiremos as causas, os sintomas e as soluções que existem para a conhecida recessão gengival.

O que provoca a recessão da gengiva?

Tal como acontece com qualquer situação patológica, muitos fatores podem contribuir para retrair a gengiva.

A doença periodontal é a causa que ocupa o primeiro lugar da lista, no que respeita à recessão gengival. A periodondite é uma patologia crónica que provoca infecção pela acumulação de placa bacteriana acima e abaixo da linha da gengiva. Esta presença de bactérias a esses níveis da gengiva estimulam lentamente a retração da gengiva e do tecido ósseo saudável.

Ranger os dentes ou uma mordida desalinhada causa sem dúvida visíveis desgastes irregulares nos dentes. Associado a esta consequência está também a retração da gengiva, pela força exercida através da pressão nos dentes, deste mecanismo inconsciente que é o bruxismo.

Escovar os dentes com muita força ou em excesso, a utilização de uma escova inadequadamente muito rígida pode fazer com que as gengivas diminuam.

Higiene oral inadequada contribui para a formação de bactérias e tártaro que destroem as gengivas.

O tabaco, regra geral, provoca uma apetência para acumular placa bacteriana com mais facilidade do que uma pessoa não fumadora que por sua vez prejudica as gengivas. O tabaco eletrónico, pode parecer mais inofensivo mas a realidade é que pode provocar irritação das gengivas. Para melhorar o sabor do tabaco eletrónico é frequentemente adicionado açúcar, aumentando o risco de cáries.

Alguns medicamentos ou outras patologias podem também inflamar as suas gengivas ou torná-las mais suscetíveis à doença periodontal.

Como pode saber se suas gengivas estão a retrair?

Agora que sabemos o que provoca a recessão das gengivas apenas um médico dentista pode diagnosticar e ajudá-lo a tratar adequadamente essa questão.

Por norma as gengivas saudáveis ​​têm uma coloração rosa saudável e agradável e a linha da gengiva está devidamente alinhada em volta de todos os dentes.

Se suas gengivas estiverem a regredir é muito provavel que comece a notar as seguintes características:

- Gengivas que se estão a afastar do dente

- Dentes que aparentam ser mais compridos do que outros

- Gengivas inflamadas/ vermelhas

- Espaços entre os dentes que não existiam

- Gengivas avermelhadas ou com sangramento ao escovar ou a usar o fio dentário por muito tempo

- Dor e desconforto nas gengivas

- Dentes definitivos que estão a abanar

Como podemos corrigir a retração gengival?

Como o tecido gengival não volta a crescer, deve começar por ter uma consulta de diagnóstico com o seu dentista e discutir sobre qual a melhor abordagem a ter para o seu caso em específico para tratar e para prevenir que volte a acontecer ou agravar mais.

Dependendo de cada caso e da gravidade da situação, a primeira abordagem será higiene oral especializada e algumas sessões de alisamentos radicares por forma a efetuar uma limpeza profunda e eliminar por completo as bactérias nas gengivas. Em casos mais avançados uma pequena cirurgia é completamente necessária para se conseguir regenerar a gengiva e as estruturas ósseas danificadas. Há inúmeras técnicas/ abordagens que podem ser utilizadas e é na consulta de avaliação que essa decisão é tomada.

Lembre-se que a doença da gengiva (gengivites, periodontites, etc.) não é a única causa de recessão gengival. Medidas preventivas, como alinhar a sua mordida, usar uma goteira de relaxamento à noite, parar de fumar e tratar cáries logo no início, ajudarão a evitar problemas no seu precioso sorriso!

Sem dúvida que pode prevenir a retração gengival se escovar e usar o fio dentário pelo menos duas vezes por dia, ter consultas de higiene oral regulares duas vezes por ano, e se fizer uma alimentação saudável e equilibrada. A prevenção é sem sombra de dúvida fundamental.

Ter as gengivas saudáveis ​​são a base para um sorriso saudável, por isso, cuidar delas equivale a cuidar dos seus dentes… do seu sorriso!

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Licenciado em Medicina Dentária, tem várias Pós-graduações em áreas especificas como Cirurgia Avançada de Implantes e Tecidos Moles, Implantologia e Estética Dentária. Sempre muito dedicado à vertente da implantologia e cirurgia oral, participou em várias palestras nesse âmbito. A sua experiência profissional incide na Reabilitação Oral integral, com forte componente estética. Participou em alguns programas de televisão dedicados à saúde oral e estética dentária e é muitas vezes convidado para rubricas de informação de medicina dentária. Sempre projectou ter o seu próprio espaço, com um ambiente que correspondesse às suas paixões e uma prática clínica sempre avançada/ atualizada, proporcionando um cuidado de excelência como sempre o fez. Foi em 2016 que deu estrutura ao seu sonho com a Clinica Mint (http://mint.pt ) em Lisboa.