Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pode estar a caminho uma vacina contra o acne

Sociedade

Se faz parte do grupo de pessoas que sofre de acne, em breve o aparecimento das indesejáveis borbulhas poderá deixar de ser um problema

O acne é das condições de pele mais comuns, no entanto os cientistas ainda não concluíram qual a causa exata para a doença. Mas algo está a mudar. Investigadores da Universidade da Califórnia, em San Diego, têm feito alguns avanços para solucionar este problema. Nomeadamente, com o desenvolvimento de uma vacina.

"O acne é causado, em parte, pelas bactérias P. acnes, que estão connosco toda a vida", explicou Eric C. Huanfe, o principal investigador do projeto, à revista Allure. Estas bactérias acabam por ter um papel importante na manutenção de certas funções biológicas. Quando pensaram em desenvolver uma vacina que protegesse o corpo do efeito nefasto destas bactérias, os cientistas tiveram de ter isso em conta.

A estratégia passou por encontrar um anticorpo, que atua contra a toxina, libertada pela P. acnes na pelo e que é o verdadeiro causador do problema de pele, que não é mais do que uma inflamação.

A vacina, à base deste anticorpo, irá então bloquear os efeitos causadores de acne, sem erradicar totalmente todas as bactérias. Para que as bactérias benéficas à pele continuem protegidas.

Ainda em estado inicial, a fórmula foi testada em biópsias de pele, com bons resultados. Ao longo dos próximos dois anos, os cientistas tencionam testá-la em pessoas, promovendo ensaios clínicos.

Este é, provavelmente, um dos fármacos mais esperados pelas pessoas entre os 11 e os 30 anos. Oitenta por cento das pessoas que constituem este grupo são afetadas pelo acne.

Para todos os que lidam com esta patologia, não se trata apenas de umas borbulhas. Segundo dados da British Skin Foundation, quase 20% dos doentes já pensou em suicídio por causa disso.