Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pardal Henriques convidado pelo Chega para candidato a deputado

Portugal

JOSE CARLOS CARVALHO

Além de confirmar que está em conversações com o PDR de Marinho e Pinto, o porta-voz dos camionistas em greve revela que foi abordado pelo partido de André Ventura. Entre os ataques a António Costa e os elogios a Pedro Nuno Santos, confidencia que tem gravações de chamadas com ameaças de morte a motoristas

Pedro Pardal Henriques, o advogado que representa o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), foi convidado pelo Chega para ser candidato a deputado nas legislativas de 6 de outubro. Numa conversa com a VISÃO na madrugada de segunda-feira, num piquete, em Aveiras de Cima, o porta-voz dos condutores que estão em greve por tempo indeterminado revelou a abordagem do partido liderado por André Ventura.

"Também, também [me convidaram]", limitou-se a dizer Pardal Henriques, que confirmou ainda ter sido contactado "informalmente" por António Marinho e Pinto para encabeçar a lista do PDR em Lisboa, conforme noticiara o Diário de Notícias. "Ainda não aceitei nada (...), mas o dr. Marinho e Pinto é uma pessoa que admiro desde os tempos em que foi bastonário [da Ordem dos Advogados]. Defende coisas que eu também defendo, e o PDR não é um partido de extremos, nem de extrema-esquerda nem de extrema-direita; é muito ao centro. Depois de falar com ele, conversarei com a minha família e tomarei a minha decisão", adiantou.

Além disso, contou estar em posse de gravações de chamadas em que, alegadamente, patrões fazem ameaças de morte a grevistas, as quais, garantiu, já seguiram para tribunal.

Leia na íntegra o artigo sobre Pardal Henriques e a greve dos motoristas na edição desta semana da VISÃO.

ASSINE POR UM ANO A VISÃO, VISÃO JÚNIOR, JL, EXAME OU EXAME INFORMÁTICA E OFERECEMOS-LHE 6 MESES GRÁTIS, NA VERSÃO IMPRESSA E/OU DIGITAL. Saiba mais aqui.