Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Morreu o ex-secretário de Estado da Indústria João Vasconcelos

Portugal

Luís Barra

O ex-secretário de Estado da Indústria João Vasconcelos morreu durante a noite em Lisboa com 43 anos

João Vasconcelos, que integrou o Governo de António Costa e destacou-se por liderar o processo da vinda da Web Summit para Portugal, morreu subitamente e só a autópsia poderá revelar a causa da morte, acrescentou à Lusa fonte do PS.

Vasconcelos, também militante socialista, saiu do Governo em julho de 2017 após ser constituído arguido pelo Ministério Público no processo que investigava "o pagamento pela Galp Energia S.A. de viagens, refeições e bilhetes para diversos jogos da seleção nacional no Campeonato Europeu de Futebol de 2016", o qual acabou por ser arquivado.

Diretor executivo da Startup Lisboa - Associação para a Inovação e Empreendedorismo de Lisboa, de 2011 até 2015, foi responsável pelo LIDE Empreendedorismo, associação com foco na promoção da sustentabilidade e responsabilidade social nos negócios e nas empresas.

Segundo o portal do Governo, João Vasconcelos foi adjunto e assessor do gabinete do primeiro-ministro, José Sócrates, com responsabilidade na área dos assuntos regionais e economia, entre 2005 até 2011.

Entre 1999 e 2005, ocupou o cargo de vice-presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE).

João Vasconcelos administrou também diversas empresas familiares nos setores do turismo e serviços, tendo também sido mentor de vários programas de aceleração empresarial, nomeadamente o Startup Pirates, Founder Institute, Lisbon Challenge e Seedcamp.

com Lusa

  • "É preciso um milionário vindo das startups portuguesas"

    Exame

    Poucos meses depois de ter saído do Governo na sequência do caso dos bilhetes para o Euro, João Vasconcelos dizia-se uma pessoa mais feliz, com um pé na indústria e outro nas startups. Numa das últimas entrevistas que deu, o ex-secretário de Estado da Indústria garantia que o futuro passava pela nova revolução na indústria e pela aposta do País no digital, uma oportunidade para as empresas nacionais. Esta entrevista foi originalmente publicada na edição de fevereiro de 2018 da revista EXAME