Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma pessoa morta a tiro durante discurso da recém-eleita líder do Quebeque

Mundo

  • 333

O discurso de vitória de Pauline Marois, que acabara de ser eleita no Quebeque, foi interrompido por um indivíduo aos tiros, que matou uma pessoa e feriu outra. VEJA AS FOTOS

Parque da Cidade
1 / 8

Parque da Cidade

Parque da Cidade
2 / 8

Parque da Cidade

Parque da Cidade
3 / 8

Parque da Cidade

Parque da Cidade
4 / 8

Parque da Cidade

Parque da Cidade
5 / 8

Parque da Cidade

Beach House
6 / 8

Beach House

Black Lips
7 / 8

Black Lips

Death Cub For Cutie
8 / 8

Death Cub For Cutie

O indíviduo que disparou esta madrugada no interior do edifício em Montreal, onde a recém-eleita chefe de governo da província fazia o seu discurso da vitória, fez uma vítima mortal, informaram as autoridades locais.

Uma outra pessoa atingida pelo mesmo atirador permanece em estado crítico, confirmaram as autoridades.

O atirador, entretanto detido pelas forças policiais, tinha uma máscara, estava vestido de preto e gritou, à passagem pelas câmeras de televisão no local, "os ingleses estão a acordar".

O discurso de vitória da líder do Partido independentista do Quebeque, que acabara de ser eleita líder daquela província canadiana, foi repentinamente interrompido pelos seus agentes de segurança pessoal, após se ouvir um barulho semelhante a um tiro.

Pauline Marois encontrava-se no palco do Metropolis, sala de espetáculos em Montreal, a dirigir-se aos seus apoiantes, numa intervenção transmitida em direto pelas televisões, quando foi retirada à pressa por agentes de segurança pessoal, uma situação que deixou o público e os jornalistas perplexos.

Momentos depois, um assistente explicava aos presentes que "havia que proteger a primeira-ministra", apontando que os guarda-costas agiram ao ouvir um "barulho ensurdecedor parecido com o disparo de uma bala".