Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rapaz que agrediu mortalmente árbitro acusado de homicídio

Mundo

  • 333

Associated Press

O adolescente de uma equipa de futebol amadora em Salt Lake City que agrediu mortalmente um árbitro, durante um jogo, foi acusado de homicídio por agressão

O jovem, cuja identidade não é revelada por ser menor, poderá ser julgado como adulto e enfrentar uma pena até cinco anos de prisão se for considerado culpado de ter causado a morte ao árbitro que atingiu na cara depois de ter sido admoestado durante um jogo de futebol.

O Procurador pediu que o adolescente, de 17 anos, seja julgado como adulto, mas se o juiz do processo assim não o entender, o jovem será julgado no quadro do sistema de justiça juvenil que tem penas mais curtas.

O jovem, detido a 29 de abril, está acusado de ter atingido a cara do árbitro Ricardo Portillo durante um encontro a 27 de abril, depois de ter sido punido com um cartão amarelo quando jogava como guarda-redes.

Portillo, de 46 anos, continuou a apitar a partida, mas poucos minutos depois caiu e foi levado de urgência para o hospital. Dois dias depois, devido a uma inflamação do cérebro, o árbitro entrou em coma tendo morrido a 4 de maio.