Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Espanha aumenta o IVA e corta subsídio de Natal

Mundo

  • 333

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy

Associated Press

O presidente do Governo espanhol anunciou hoje um conjunto de "novos esforços" para combater o défice, com medidas do lado da despesa e da receita, incluindo a suspensão do subsídio de Natal para funcionários públicos, deputados e senadores

Mariano Rajoy detalhou um aumento de três pontos na taxa máxima do IVA (de 18 para 21 por cento) e de dois pontos (de 8 para 10) na taxa reduzida, aumentando também a fiscalidade ambiental e o imposto sobre o tabaco.

Paralelamente, explicou, o Governo vai reduzir em um ponto este ano e em um ponto em 2013 as cotações sociais.

O chefe do Governo anunciou ainda a eliminação das deduções por compra  de casa e a redução no subsídio de desemprego a partir do sexto mês, mantendo-se  ainda assim o prazo máximo de 24 meses para receber esse apoio. 

Um pacote de medidas, do lado da receita e da despesa, explicou, que  representa um saldo positivo para as contas públicas espanholas de "65 mil  milhões de euros nos próximos dois anos e meio". 

"O panorama é muito sombrio. Temos que fazer esforços adicionais", disse  Mariano Rajoy, numa sessão extraordinária do Congresso de Deputados. 

"Desde dezembro estamos a fazer ajustes orçamentais orientados à correção  do défice, agora a situação recessiva e as recomendações europeias, obrigam  a reduzir mais os gastos e a aumentar as receitas.  

Referindo-se à "herança" de dívida e défice que o seu Governo encontrou,  Mariano Rajoy insistiu que o Executivo está comprometido em cumprir os seus  acordos europeus e em garantir o controlo das contas públicas. 

"Não serve protestar com o que um se encontra. Mas é missão do meu Governo  libertar Espanha do peso dessa herança. Estamos comprometidos em cumprir  com responsabilidade, disciplina e diligência, os nossos compromissos",  declarou.