Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Deputado britânico sugere que deficientes deviam ganhar menos

Mundo

Um deputado conservador está no centro de uma onda de indignação depois de defender que trabalhadores portadores de deficiência deviam receber menos do que o salário mínimo

Para Philip Davies, os portadores de deficiência física ou mental estão em desvantagem por não poderem oferecer-se para trabalhar por menos dinheiro. O deputado defende, assim, "um relaxamento" na lei que os ajudaria, acredita,  a competir mais eficazmente no mercado de trabalho "real", onde são, "por definição", menos produtivos.

Segundo o The Daily Telegraph, estas declarações deixaram boquiabertos todos os deputados britânicos e cairam como uma bomba no seio das campanhas pelos direitos humanos. "Inaceitáveis" e "ultrajantes" são apenas alguns dos comentários à sugestão de Philip Davies.

Um porta-voz de Downing Stree também já reagiu, garantindo que "o Governo rejeitaria qualquer sugestão no sentido de permitir aos deficientes abdicar do salário mínimo nacional". "O objetivo do salário mínimo é estabelecer justiça no trabalho e um dos seus princípios fundamentais é o de proteger os trabalhadores mais vulneráveis".

As declarações do deputador conservador deverão levá-lo agora a responder perante a Comissão para a Igualdade e Direitos Humanos.