Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Centeno confirma 50 milhões para aumentos da Função Pública, não esclarece o modelo

ESPECIAL Orçamento do Estado

Patrícia de Melo Moreira / GettyImages

OE 2019: O ministro das Finanças confirmou hoje que o Orçamento do Estado prevê 50 milhões de euros para aumentos da Função Pública, não esclarecendo em que modelo eles serão feitos.

Nuno Aguiar

Nuno Aguiar

Jornalista

Durante a conferência de imprensa de apresentação do OE 2019, adiada para esta manhã, Mário Centeno esclareceu que os funcionários públicos terão aumentos devido ao descongelamento das carreiras e confirmou que a verba prevista para aumentos nas tabelas salariais se fixará em 50 milhões de euros.

“O orçamento prevê um aumento do salário médio superior a 3%. É o maior incremento salarial na Administração Pública na última década. É um esforço enorme no orçamento”, explicou o governante, em resposta às perguntas dos jornalistas.

“Prevemos 800 milhões de euros para aumento de remunerações”, acrescentou, referindo-se ao descongelamento de promoções e progressões. É nesse bolo que estão incluídos os 50 milhões de aumentos “extra”. “Este aumento pelas progressões faz com que o salário médio cresça 68 euros em 2019.”

Até aí, não houve propriamente novidades. São os valores que já tinham sido noticiados. O que falta saber é como serão distribuídos esses 50 milhões de aumentos, nomeadamente se ficarão concentrados em quem ganha menos ou distribuídos por todos os funcionários públicos.

Mário Centeno remeteu essa decisão para as negociações com os sindicatos, que deverão ser retomadas nos próximos dias.