Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Afinal... é febre ou não?

VISÃO Saúde

Getty Images

Esqueça o que julgava saber sobre a temperatura do corpo. Idade, sexo, hora do dia e outros fatores contam na definição do que é, ou não, normal. A febre em quatro pontos essenciais

Clara Soares

Clara Soares

Jornalista

Febre é...

37,6°C ou mais

- Quando sobe, pelo menos, 1°C acima da média da temperatura diária individual. Este valor é variável de pessoa para pessoa

- ... e também se sentimos dores, arrepios e outros sintomas de mal-estar

- Valor varia consoante a medição:
Retal 38°C
Ouvidos 37,8°C
Axilas/boca 37,6°C

O novo normal

36,5°C

A equipa do reumatologistanorte-americano Jonathan Hausmann, do Beth Israel Deaconess Medical Center, em Boston, mediu a temperatura a 329 adultos saudáveis e concluiu que o padrão de 37 graus Celsius, que data de 1868, está ultrapassado.

Quem disse que eram 37°C?

No século XIX, o médico alemão Carl R. Wunderlich baseou-se nas medições de 25 mil pacientes para concluir que o “ponto fisiológico” normal do corpo era de 37°C (febre era se tivessem a partir de 37,6°C). Explicação para este valor perdurar no tempo: as pessoas preferem fixar um só número.

Temperatura corporal é um conceito flexível

Em média, ronda os 36,5°C e varia entre 36,1°C e 37,2°C

Oscila meio grau ao longo do dia: mais alta de manhã

Hipotálamo: é o termostato que nos faz transpirar para arrefecer e tremer para aquecer

Aumenta com: tempo quente, exercício, na ovulação, na gravidez e sob efeito de drogas

FONTE: Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, Direção-Geral da Saúde (DGS) e Journal of General Internal Medicine