“Gostamos de atender às nossas necessidades de consumo, mas depois não aceitamos os seus impactos”

Foto: Marcos Borga

Pela primeira vez, o nosso país vai ser incluído no relatório Healthy & Sustainable Living, da GlobeScan, que tenta perceber as preocupações e as atitudes de consumidores de 30 países em temas de sustentabilidade. Responsável pelo inquérito em Portugal (que terá resultados em setembro) está a startup NBI – Natural Business Intelligence, com o apoio da AGEAS e da EDP.

Luís Rochartre Álvares, partner da consultora, diz que um dos objetivos é compreender o que leva as pessoas a serem muito mais ativas nas intenções do que nas ações – uma das conclusões do inquérito do ano passado. O engenheiro florestal e ex-presidente da Forest Solutions Group, do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD), dá também exemplos de como a agricultura e a floresta se têm adaptado aos novos tempos, com práticas mais sustentáveis.

CAPA DA EDIÇÃO