Mundo

Marinheiro acusado de atear fogo em navio de guerra estava "irritado por ser designado para o serviço de convés"

A embarcação ardeu durante quase cinco dias em julho de 2020. O navio ficou tão danificado que teve de ser afundado