Sociedade
Exclusivo

Miguel Relvas chamado a depor na "Rota do Atlântico". Justiça quer 37 milhões de José Veiga

Miguel Relvas, Pedro Santana Lopes e Sérgio Monteiro vão ser chamados a depor. Investigação a suspeitas de corrupção na República do Congo e a tráfico de influências em Portugal está na reta final. José Veiga até pode escapar ao julgamento, mas terá de pagar 37 milhões de euros

Rui Rangel recusa julgar recurso da Operação Marquês
Atualidade

Rui Rangel está a ser interrogado na Operação Lex

O ex-juiz do Tribunal da Relação de Lisboa está a ser ouvido no Supremo Tribunal de Justiça, no derradeiro interrogatório antes da acusação. Ministério Público diz que Rangel recebeu contrapartidas em troca de decisões judiciais favoráveis e prepara-se para o acusar

Como a VISÃO revelou as suspeitas sobre Rui Rangel
Sociedade

Rui Rangel foi interrogado no Supremo Tribunal de Justiça

O antigo juiz do Tribunal da Relação de Lisboa foi confrontado hoje de manhã, nas instalações do Supremo Tribunal de Justiça, e pela segunda vez, com os indícios criminais reunidos contra si no âmbito da Operação Lex

Sociedade

Rui Rangel pediu emprego para pai de namorada a vice-presidente do Benfica

O antigo juiz suspeito de receber contrapartidas do Benfica em troca de decisões judiciais favoráveis para o clube da Luz enviou emails em 2017 com pedidos de trabalho para o avô de uma das filhas. Vice-presidente Fernando Tavares confirmou à VISÃO que foi confrontado com estes factos quando foi interrogado em dezembro na Operação Lex

Sociedade

Há mais um juiz sob suspeita de favorecer José Veiga

Desembargador Rui Gonçalves, que absolveu José Veiga em 2013, recebeu o recurso do empresário no seu email quase três meses antes de aquele processo lhe ser oficialmente distribuído no Tribunal da Relação de Lisboa

Rui Rangel recusa julgar recurso da Operação Marquês
Política

40% dos membros do Conselho Superior da Magistratura não estiveram presentes no plenário em que o juiz Rangel foi demitido

Se o Supremo Tribunal de Justiça confirmar a sanção disciplinar, o juiz suspeito de vender sentenças favoráveis fica sem salário e sem pensão até completar os anos de serviço e perde os benefícios que são dados aos juízes no cálculo da reforma