Dinheiro Exame
Exame

O balão de dívida que pode amplificar a próxima recessão

A montanha de dívida empresarial, que cresceu à boleia das condições favoráveis de financiamento no pós-crise, enfrenta desafios como a desaceleração das principais economias, guerras comerciais e a normalização da política monetária.

Standard & Poor's mantém 'rating' de Portugal no 'lixo
Economia

Standard & Poor's mantém 'rating' de Portugal no 'lixo

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) manteve hoje o 'rating' atribuído a Portugal em 'BB+', ou 'lixo', com perspetiva estável, mostrando-se preocupada com os riscos da banca e o elevado endividamento público e privado

Lusa
S&P coloca rating de 15 Estados europeus em perspetiva negativa
Economia

S&P coloca rating de 15 Estados europeus em perspetiva negativa

A agência de notação financeira Standard & Poor's colocou em perspetiva negativa (creditwatch negative') o 'rating' da dívida soberana de longo prazo de 15 países da Zona Euro, incluindo Portugal, considerando que os problemas sistémicos aumentaram nas últimas semanas

Economia

S&P 500: Nova Tendência de Subida?

Dizer que o mercado tem estado flexível durante as últimas duas semanas e meia seria um eufemismo. Desde o dia 31 de Maio, houve quatro 90% down days (90% dos stocks que compõem um Índice em queda) e dois 90% up days. Compra! Não, vende! Não, compra! Embora a flexibilidade no curto-prazo, existem alguns itens para discutir que não são tão flexíveis. O primeiro item é o cobre. O cobre (JJC no gráfico) caiu em Fevereiro, antes da correcção dos mercados, que se deu em Maio e formou um máximo de longo-prazo. Actualmente, o cobre está num mínimo de curto-prazo em conjunto com a tendência geral de queda, atingindo agora a Média Móvel dos 200 dias. Pode ser só um alívio de curto-prazo, mas é algo que devemos observar numa altura em que o mercado de acções poderá estar a fazer/ter feito um mínimo esta semana, e é certamente uma divergência com a tendência do mercado de acções desde Maio.