Opinião
Exclusivo

O resto das nossas vidas

Mesmo que consideremos que a pandemia ainda não acabou, reconheçamos pelo menos que mudámos a página, que já não estamos a acudir à urgência. Convém termos consciência dessa passagem e, durante o caminho, cuidarmos dos que sofreram (e continuam a sofrer), e recordarmo-nos dos que não sobreviveram

Opinião

A fragilidade de Rangel

Rangel não foi o primeiro político português a assumir a sua orientação sexual – e não há de ser o último. Como figura pública, o seu exemplo é muito importante para que outros, com tanta visibilidade ou não, de esquerda ou de direita, católicos ou protestantes, também possam viver sem estigmas

Opinião

A cegueira

Não são questões de curto prazo, os efeitos são difusos e têm sobretudo impacto nas gerações futuras – como diz o outro, no futuro, estamos todos mortos...

Opinião

O armistício

Preocupados com dimensões mais imediatas do impacto da Covid-19, teimamos em ignorar notícias que ficam na espuma dos dias. Como a que, ainda esta semana, divulgou um estudo segundo o qual a solidão duplicou entre os cidadãos da União Europeia, sendo os jovens os mais afetados. Perante isto, como podemos falar em armistício? A guerra ainda não acabou

Opinião

O silencioso vice-almirante

O discreto e silencioso Gouveia e Melo fala apenas quando tem de falar. Às polémicas, tem respondido com factos e, sobretudo, com ação, nunca esquecendo o seu objetivo principal: vacinar!

Opinião

Salvemos as pessoas

Da cultura ao turismo, este vírus também nos afetou no modo como gostamos de nos divertir. Não nos proibiu de dançar e de ouvir música, mas impediu-nos de o fazer no meio de uma multidão de desconhecidos que, connosco, em comum, tem apenas esse prazer

Opinião

De uma otimista "ligeiramente irritante"

Ultrapassada a crise da Troika, os ventos pareciam correr-nos de feição e, numa das suas picardias, Marcelo Rebelo de Sousa chegou a apelidar António Costa de otimista “crónico e até ligeiramente irritante”. Agora, o nosso colossal desafio consiste em manter esses níveis elevados de otimismo, naquela que é uma das maiores crises das nossas vidas

Sejamos exigentes, peçamos o possível
Política

Sejamos exigentes, peçamos o possível

Não gosto de deixar arrastar os problemas e, por isso, há já algum tempo que decidi em que partido é que vou votar