Opinião

Zero em atividade física

Contas feitas, os portugueses são os campeões europeus da inatividade física. Mas o mais impressionante é que essa realidade continua longe dos temas que dominam o debate político, como se este fosse um tema menor e sem relevância para as nossas vidas

Editorial
Exclusivo

O último ato do império britânico

Em 2012, com os Jogos Olímpicos, Londres tentou anunciar o futuro. Agora, dez anos depois, com o funeral de Isabel II, apenas está a homenagear o passado – sem qualquer certeza de futuro

Opinião

Nadar contra o fatalismo

Ninguém tem dúvidas de que Diogo Ribeiro é mesmo um talento excecional, mas ainda é mais verdade que o País só conhece agora o seu nome – e muito bem! – porque esse seu talento foi devidamente identificado, treinado e potenciado

Editorial
Exclusivo

Um Governo com o passo trocado

Ao insistir em não mudar o seu ritmo perante os problemas que vão aparecendo, António Costa conseguiu a proeza de, em apenas cinco meses, desacertar o passo com o resto do País

Editorial

Poupar energia mas também o ambiente

Passámos anos e anos a proclamar que nos comprome-teríamos com a diminuição do consumo energético, mas só damos esse passo quando somos obrigados a isso, por causa da invasão russa na Ucrânia

Editorial
Exclusivo

O ataque racista a Marega afinal não existiu?

Já sabíamos que a Justiça era cega; agora sabemos também que é surda. Em Portugal, pelos vistos, é mais importante o estigma do agressor do que o sofrimento da vítima

Editorial

Preparados para o pior? Editorial de Rui Tavares Guedes

O cúmulo da imprudência e da cegueira face aos sinais é a surpresa de meia Europa ao perceber que Putin pode desligar o fornecimento de gás natural à Alemanha e a outros países

Opinião

Os autocratas não são todos iguais?

Será que os autocratas são todos iguais? Neste caso, a resposta da Europa faz lembrar Orwell: há uns que são mais iguais do que outros

Editorial
Exclusivo

Bem-vindos ao novo e abrasador normal

Durante quanto mais tempo, neste século XXI, em que todos anos se ultrapassam máximos de temperatura, uma onda de calor, em pleno verão, vai ser considerada um fenómeno excecional?

Opinião

Os essenciais são mesmo… essenciais

A atual situação nos aeroportos, na Europa, América do Norte e Austrália, é o melhor exemplo das consequências provocadas pela falta dos trabalhadores essenciais quando a sua presença era mais do que… essencial

Pode a Europa defender o ambiente sozinha?
Editorial
Exclusivo

Desta vez, a Europa não pode falhar

A Europa tem de saber assumir a responsabilidade de ser um exemplo para o mundo, em contraste com as autocracias mas também com uns EUA cada vez mais imprevisíveis

Opinião

Líderes sob ameaça

Apesar da imagem de força e de união que Macron, Scholz e Draghi deram na deslocação à Ucrânia, todos eles têm agora as suas lideranças ameaçadas ou, no mínimo, sob grande pressão e desgaste interno

Editorial

Isto só em Portugal! Ou talvez não...

Os serviços públicos estão esgotados. E pior: o cansaço alastrou também às lideranças políticas, que se mostram incapazes de ler os sinais da realidade

Opinião
Exclusivo

Consciência da fragilidade

O que não deixa de ser curioso é que o número que pode ter efeitos mais nefastos no nosso futuro coletivo acaba por ser aquele que, no presente, menos nos inquieta

Editorial

Insanidade furiosa

Em Portugal, há quem veja a discussão sobre a redução dos limites de velocidade nas cidades como uma bizarria – prova eloquente da falta de mundo existente em muitas das nossas elites

Opinião
Exclusivo

O labirinto de Joe Biden

É ao nível interno que reside o maior problema de Biden. Por mais que ele faça, que prometa aos amigos ou ameace os inimigos, ninguém sabe por quanto tempo os EUA podem manter os seus compromissos

Editorial

Cerrar fileiras para uma guerra longa

Apesar das demonstrações de unidade europeia e do “renascimento” da NATO, não se pode afirmar que o mundo está todo unido contra a Rússia

Opinião
Exclusivo

A vergonha do mundo

Por mais que nos custe admitir, a verdade é que, hoje, todos os temas são mais importantes no espaço mediático e mesmo na consciência de milhões de pessoas do que o Afeganistão. Por uma única e exclusiva razão: o Afeganistão representa uma das nossas maiores vergonhas coletivas, como Humanidade, das últimas décadas

Editorial

Salários em busca da dignidade

Não pagar às pessoas aquilo de que elas precisam para ter uma vida decente é uma opção que não pode ser vista apenas sob o ponto de vista económico – reflete, isso sim, uma conceção de vida e de sociedade

Opinião

O dinheiro compra tudo?

Cada vez mais vozes – até de políticos moderados – pedem a introdução de novos impostos para os super-ricos. Até lá, os milhões astronómicos vão comprando tudo – até o sentimento de impunidade de que gozam os novos “senhores do mundo”

Editorial

A grande resignação

A História não se repete? A capa da VISÃO, a 2 de maio de 2002. Agora, 20 anos depois, já não há “choque”, apenas se sente resignação – ou porventura, até, submissão