Sociedade

O caso dos dois belgas "apanhados" pelo estado de emergência que os deixou presos no Tejo

Há um veleiro no rio, um único, que pode avistar-se da Praça do Comércio, se os olhos forem de lince. Lá dentro, há dois belgas, impedidos de pisar terra firme há quase um mês, por causa do estado de emergência

Luísa Oliveira Diana Tinoco